quinta-feira, 19 de abril de 2018

SIMÕES-PI | PREFEITO ZÉ WLISSES AUTORIZA REPARO IMEDIATO EM ESTRADA VICINAL

    Foto Antes.
José Wilson de Carvalho ( Zé Wlisses ) prefeito municipal de Simões-PI, atendendo imediatamente a pedidos de moradores da zona rural, autoriza e acompanha os trabalhos de recuperação de parte da estrada vicinal da localidade do Sítio Atacanício  por motivo das regiões vizinhas  terem ficado isoladas.
 Os trabalhos foram realizados com a máquina retro-escavadeira da prefeitura. Essa recuperação foi realizada de forma emergencial, pois a força da água da chuva quebrou por completo a estrada prejudicando assim a todos que trafegam na região.
  Foto depois.
 Em muito breve, os trabalhos de recuperação de estradas vicinais estarão sendo executados por todo município, pois com as chuvas muitas estradas ficaram danificadas.  Entendendo-se o final do período chuvoso, imediatamente as máquinas da prefeitura entrarão em ação total fazendo a recuperação das mesmas.
 Estiveram acompanhando o prefeito Zé Wlisses,  Edilberto Abdias – secretário da administração, vereador Pedro Custódio, vereador Elismar Nunes ( Erismar ), Charles Martins – secretário de meio ambiente, Cícero José (Cicinho) – diretor de transportes e o senhor Geraldo.












quarta-feira, 18 de abril de 2018

CÂMARA DE VEREADORES DE SIMÕES-PI APROVA EMENDA QUE DEFINE 3º DOMINGO DE MAIO COMO O DIA DO VAQUEIRO

O projeto  Nº 001/2018 é de autoria do Ver. Francisco Ângelo e define o 3º domingo do mês de maio como o dia do homem do campo em especial o vaqueiro.
 A data  supra citada estabelece que será comemorado anualmente com exposição de produtos regionais da cultura local, além de cavalgada pelas ruas da cidade finalizando com a  missa do vaqueiro em frente a igreja Matriz de São Simão. O evento  receberá apoio do poder legislativo através de comissão permanente ou temporário, secretaria de esportes e secretaria da educação, que poderão articular com a secretaria estadual de esportes para angariar incentivo para a comemoração do evento no município.

 A justificativa do Ver. Francisco  Ângelo, é que a proposta que hora apresenta tem o intuito de prestar homenagem ao homem do campo em especial ao vaqueiro que habita o sertão do nordeste e muito contribui para a formação do nosso território referência e da nossa cultura protagonista da nossa história, símbolo de coragem e fé.

O projeto 001/2018 foi aprovado por unanimidade dos vereadores presentes e vai a sansão de José Wilson de Carvalho  (Zé Wilisses) prefeito municipal de Simões-PI.
 Os vereadores que aprovaram o projeto foram: Francisco Ângelo, Luciano César, Pedro Custódio, Elismar Cordeiro (Erismar), Joaquim Honório (Ademir) e Rúbia Moura. A sessão foi dirigida pelo presidente José Aparecido de Moraes (Zezé Moraes).
 Todos os vereadores que utilizaram da palavra ao microfone da tribuna, prestaram seu total apoio ao homem do campo em especial ao vaqueiro
  O presidente Zezé Moraes, concedeu a palavra a professora Ana Maria, que falou sobre a organização da missa do vaqueiro que este ano será realizada no DIA 29 DE ABRIL
 Mais cinco projetos foram aprovados na sessão, sendo eles:
- Projeto de lei  nº 02 de 02/04/2018 do poder executivo –Autoriza o executivo municipal a confessar parcelas de dívidas oriundas da concessionária de energia elétrica (Eletrobras) e dá outras providências.
- Projeto de lei nº 03 de 02/04/2018 do poder executivo – Denomina a creche municipal Professora Raimunda Angelina Félix dos Santos, imóvel adiante identificado  e dá outras providências.
- Projeto de lei nº 04 de 10/04/2018 do poder executivo – Dispões sobre o controle e o combate a poluição visual no âmbito do município de Simões-PI.
 - Projeto de lei nº 05 de 10/04/2018 do poder executivo – Dispões sobre o controle e o combate a poluição sonora  no âmbito do município de Simões-PI.
- Projeto de lei nº 06 de 10/04/2018 do poder executivo – Dispões sobre a
redução de emissão de poluentes  e dá outras providências.
Os referidos projetos de leis desta sessão obtiveram aprovação por unanimidade dos vereadores presentes, os quais serão encaminhados ao poder executivo para sansão, ou seja, transformação em lei municipal, caso não sejam vetados.
Justificou-se as ausências dos vereadores Gilson Cândido e Amâncio José por motivo de recuperação da saúde dos mesmos.





terça-feira, 17 de abril de 2018

OITO MUNICÍPIOS DO PI TIVERAM FPM BLOQUEADOS

Os municípios de Amarante, Bonfim do Piauí, Caracol, Currais, Juazeiro do Piauí, Manoel Emídio, Parnaguá e São João da Fronteira estão com o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) bloqueados.

Listados pela Secretaria da Receita Federal, eles estão impedidos de receber transferências voluntárias do Fundo de Participação até que regularizem situação junto ao Tesouro Nacional.

JANELA QUEBRA, MULHER É SUGADA E MORRE


Um voo da Southwest Airlines foi forçado a fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional da Filadélfia, nos Estados Unidos, nesta terça-feira (17). Segundo informações da Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA), o avião teve problemas na fuselagem, em um dos motores e em uma janela.

Segundo Robert Sumwalt, do Conselho Nacional de Segurança de Transportes, disse em entrevista coletiva na tarde desta terça que uma pessoa morreu. Ele não deu mais detalhes. Sumwalt disse ainda que por enquanto o incidente está sendo tratado como falha no motor.
"O voo 1380 da SouthWest pousou no Aeroporto Internacional da Filadélfia nesta manhã depois que a tripulação reportou que um dos motores da aeronave, assim como a fuselagem e pelo menos uma das janelas estavam com problemas", diz nota da FAA. "A aeronave, que saiu do aeroporto de LaGuardia em Nova York, desviou para a Filadélfia, onde pousou às 11h20 (local). Os passageiros deixaram a aeronave usando escadas infláveis. A FAA está investigando o incidente e o Conselho Nacional de Segurança de Transportes foi notificado, ele comandará as investigações
O problema que causou a emergência até o momento é desconhecido. Segundo a rede americana CNN, um passageiro foi levado para o hospital e a equipe de resgate disse em coletiva de imprensa que esta pessoa está em estado grave. Outros sete passageiros foram tratados para ferimentos leves no local.
Ainda de acordo com a CNN, testemunhas falaram que uma passageira teve partes do corpo sugada após uma das janelas ter quebrado. Marty Martinez disse que uma senhora teve os braços e parte do corpo sugadas na direção da janela: "Ela não ficou para fora da janela. As pessoas do banco de trás seguraram ela, tentando mantê-la no lugar".
 Foto: REUTERS/Mark Makel


Ainda segundo ele, algumas pessoas tentaram fechar o buraco: "Pessoas de outras fileiras tentaram fechar o buraco, o que soa ridículo, porque as pessoas estavam usando coletes salva-vidas e as coisas estavam simplesmente sendo sugadas para fora".
A companhia aérea emitiu uma nota dizendo que o avião é um Boeing 737-700 e tinha 143 passageiros e 5 membros da tripulação. "Segurança é sempre nossa prioridade e estamos trabalhando para dar apoio aos nossos passageiros e a nossa equipe", diz o comunicado.
Imagens da CNN mostram um avião comercial cercado por veículos de emergência na pista. O aeroporto está operando com atrasos após ficar fechado para pouso, de acordo com o site de rastreamento de voos FlightAware.
Passageiros compartilharam nas redes sociais fotos de um dos motores do avião com danos.
Um passageiro assustado postou um vídeo ao vivo em sua página no Facebook durante a emergência. As imagens granuladas mostram um homem tentando segurar sua máscara de oxigênio amarela. "Algo está errado com o nosso avião! Parece que estamos descendo! Aterrissagem de emergência! Voo da Southwest de Nova York para Dallas !!", escreveu o usuário do Facebook Marty Martinez. Ele então acrescentou: "Estamos nos preparando para aterrissar !!"
Acidente com motor em fevereiro
De acordo com a CNN, em fevereiro outro avião da Southwest teve problemas com um dos motores, que pegou fogo durante o voo. A aeronave precisou voltar para o aeroporto de Salt Lake City momentos depois da decolagem.
Fonte: G1


CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE COMEÇA SEGUNDA-FEIRA (23)



Começa na próxima segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, também conhecida como gripe. A estimativa é que mais de 150 mil pessoas sejam imunizadas com a vacina, que protege contra os vírus influenza B, A H1N1 e A H3N2 e podem ser encontradas em todas as salas de vacina do município. 

Um dos grupos prioritários é o das mulheres grávidas. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) faz um chamamento para que este grupo não deixe de se imunizar. “Por que tomar a vacina? Porque a gestante tem algumas complicações, a primeira é uma deficiência na imunidade devido à gravidez”, explica a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba. “Em segundo é a dinâmica respiratória, ou seja, a expansão dos pulmões está comprometida pelo aumento do abdômen. Eles podem acumular secreção, que fica espessa e vai servir de meio de reprodução de bactérias, causando pneumonias graves”, afirma ela.
Amariles Borba frisa ainda que a vacinação protege não apenas a mãe, como também o bebê que vai nascer. “Lembramos que grávidas em qualquer idade gestacional podem tomar a vacina”, diz a diretora. A campanha segue até o dia 1º de junho.
Além das gestantes, fazem parte dos grupos prioritários os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.
As vacinas utilizadas durante as campanhas de vacinação contra a influenza são constituídas por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contém vírus novos e não causam a doença. “As vacinas são bastante seguras, não sendo encontradas evidências de que as vacinas atualmente em uso causem eventos sistêmicos graves”, afirma Amariles Borba.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 1,2 bilhões de pessoas apresentam risco elevado para complicações da influenza: 385 milhões de idosos acima de 65 anos de idade, 140 milhões de crianças e 700 milhões de crianças e adultos com doença crônica.
 Da Redação CIDADE VERDE.COM


AÉCIO NEVES VIRA RÉU NO SUPREMO POR CORRUÇÃO E OBSTRUÇÃO DE JUSTIÇA.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), no plenário do Senado, em imagem de novembro do ano passado (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado/Arquivo)

Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (17) receber a denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) por suposta prática de corrupção passiva e obstrução de Justiça. Com isso, o senador será transformado em réu pela primeira vez.
Por unanimidade, os cinco ministros da turma (Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber e Alexandre de Moraes) admitiram a abertura de processo por corrupção e, por 4 votos a 1, por obstrução de Justiça – neste caso, o único voto contrário foi o de Alexandre de Moraes.
Com a aceitação da denúncia, Aécio passa a responder ao processo penal na condição de réu e poderá contestar a acusação com novas provas. Só ao final da ação poderá ser considerado culpado ou inocente, em julgamento a ser realizado pela mesma turma do Supremo. Terminado o julgamento, o senador afirmou que provará a 'absoluta legalidade e correção' de seus atos.
Junto com o parlamentar, foram denunciados pela PGR e também responderão como réus a irmã dele, Andréa Neves da Cunha, o primo Frederico Pacheco de Medeiros e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrela (MDB-MG), todos por corrupção.
Aécio foi acusado em junho do ano passado, em denúncia da Procuradoria Geral da República, de pedir propina de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da J&F, em troca de favores políticos; e também de tentar atrapalhar o andamento da Operação Lava Jato. Uma conversa entre os dois foi gravada pelo empresário. Andréa Neves teria pedido o dinheiro a Joesley e os outros dois acusados teriam recebido e guardado quatro parcelas de R$ 500 mil em espécie.
O julgamento começou no início da tarde com as manifestações da acusação e da defesa do parlamentar. O advogado de Aécio, Alberto Zacharias Toron, contestou as acusações de corrupção e obstrução de Justiça. O subprocurador da República Carlos Alberto Coelho, responsável pela acusação, disse haver “farto material probatório” para incriminar o senador (leia mais abaixo).
Após as manifestações da procuradoria e dos advogados, os ministros rejeitaram, por unanimidade, um pedido da defesa para ter acesso a provas que integram outras investigações, relacionadas a Marcello Miller.
Depois, negaram o fatiamento do caso para enviar à primeira instância as acusações contra Andréa, Frederico e Mendherson, por não terem foro privilegiado. Dos cinco ministros da Primeira Turma, quatro entenderam que as condutas estavam imbricadas, de modo que não seria conveniente separar os processos. O único a votar pelo desmembramento foi o relator, Marco Aurélio Mello.
Os ministros também rejeitaram de modo unânime uma contestação à validade das provas usadas na investigação. A defesa sustentou que foram baseadas na delação da J&F, alvo de questionamento pela suposta orientação do ex-procurador Marcello Miller aos executivos da empresa, quando ainda integrava a PGR.
Os ministros negaram o pedido, considerando que a validade do acordo e a manutenção ou não das provas será analisada em momento posterior, em ação própria.

Votos dos ministros

Relator do inquérito no STF e responsável por supervisionar as investigações, Marco Aurélio Mello disse em seu voto que as suspeitas de corrupção e obstrução serão analisados com mais profundidade durante o processo, no qual a defesa poderá contestar novamente as acusações com mais provas.
O ministro considerou que não configuram obstrução de Justiça a atuação de Aécio Neves na discussão de projetos de lei – para aprovar novas formas de abuso de autoridade e perdoar prática de caixa 2.
“A articulação política é inerente ao presidencialismo de coalisão, e não pode ser criminalizada, sob pena de ofensa a imunidade material dos parlamentares, nesse ponto, mostra-se insuficiente o que veiculado na peça acusatória”, disse o ministro.
Em outra parte do voto, porém, Marco Aurélio viu tentativa de embaraço às investigações na pressão exercida sobre membros do governo e Polícia Federal para escolher delegados para conduzir os inquéritos da Operação Lava Jato.
“Ocorre que há transcrições de conversas telefônicas ligações realizadas pelo senador das quais se extrai que estaria tentando influenciar na escolha de delegados da Polícia Federal em inquéritos alusivos a Operação Lava Jato [...] Surgem sinais de pratica criminosa”, disse.
Segundo a votar, Luís Roberto Barroso considerou que os indícios de corrupção são mais sólidos que os de obstrução, mas viu indícios para receber a denúncia pelos dois crimes. "Acompanho o ministro relator e penso que claramente houve a utilização do cargo de senador para a pratica de crime”, disse o ministro.
No voto, ele também disse que recomendaria a suspensão do mandato – disse que desistiu por causa da decisão do plenário do STF no ano passado que condicionou tal medida a aprovação do Senado. “Como não há fato novo, em respeito a separação de poderes, não estou encaminhando nesse sentido”, disse Barroso.
A ministra Rosa Weber também votou pela abertura da ação penal, considerando que são suficientes, nessa fase, somente indícios da prática de crimes.
“Especificamente quanto à obstrução de Justiça, pela vertente da tentativa da escolha de delegados de Polícia Federal para conduzir os inquéritos da Operação Lava Jato”, disse. Segundo a ministra, tal atuação não seria uma atividade legislativa.
Luiz Fux disse ao votar que, na fase de recebimento da denúncia, eventuais dúvidas não devem favorecer o investigado, mas a sociedade, na busca pela elucidação dos fatos. Ela afirmou que a denúncia da PGR apresenta maior verossimilhança que as versões apresentadas pela defesa.
“É caso típico de recebimento de denúncia, em cujo processo a parte poderá demonstrar à sociedade a verossimilhança de que se tratava de um empréstimo, porque não sabia o que estava levando para o imputado, e que também não tinha ciência, consciência do fato, por isso agiu sem qualquer dolo”, afirmou.
Último a votar, Alexandre de Moraes entendeu que não havia indícios de obstrução por considerar a acusação da PGR “genérica”. Ele entendeu que a denúncia não apontou exatamente qual organização criminosa Aécio estaria tentando proteger e que as falas do senador, embora “absurdas”, poderiam significar apenas “cogitações”.
“Por mais absurdas que tenham sido as gravações – e foram absurdas as falas –, ficaram no mundo das intenções, da cogitação, seja na parte congressual seja na parte de intervenções na nomeação de delegados. Todas ficaram na intenção”, disse.
Acusação
Representando a Procuradoria Geral da República (PGR), responsável pela acusação, o subprocurador da República Carlos Alberto Coelho disse haver “farto material probatório” no caso e que por isso, a defesa se concentrou, segundo ele, em apontar nulidades jurídicas na investigação.
Coelho lembrou, contudo, que a investigação conta com gravações da Polícia Federal do primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, recebendo dinheiro do diretor da JBS Ricardo Saud, entre março e abril do ano passado, a mando de Joesley Batista, conforme combinado previamente com o senador.
Em relação à acusação de corrupção, o subprocurador disse que Joesley aceitou dar R$ 2 milhões a Aécio em razão de seu cargo.
“Não há dúvidas de que o empresário apenas aceitou pagar R$ 2 milhões a Aécio Neves porque esse ocupava o cargo de senador da República. Os autos deixam claro que não fez o pagamento por prodigalidade, altruísmo ou solidariedade. Sabia que Aécio estava pronto para prestar contrapartidas”, disse Coelho.
O subprocurador também contestou a tese da defesa de que Joesley teria sido induzido pela PGR a forjar um crime do senador, a partir da orientação do ex-procurador Marcello Miller.
“Não houve em sua execução [gravação da conversa] qualquer participação do MP ou da PF. Foi realizada inteiramente pelo colaborador por iniciativa sua e posteriormente entregue à PGR”.
Defesa de Aécio
Pela defesa de Aécio, o advogado Alberto Zacharias Toron começou contestando a acusação de obstrução de Justiça, sob o argumento de que o crime envolve impedir investigação sobre organização criminosa.
“Não se trata de acusação de organização criminosa e não há notícia relativamente à prática de estar inserido em organização criminosa”, disse o advogado.
Toron ainda contestou a acusação de que Aécio teria tentado obstruir a Justiça na discussão de projeto de lei contra o abuso de autoridade. Disse que, na tramitação do texto, o senador propôs eliminar o chamado “crime de hermenêutica”, pelo qual um juiz poderia ser punido por decisão posteriormente derrubada por instância superior.
“Ele teve condutas claras no sentido do pleito da Ajufe [associação dos juízes federais]. Como se dizer que essa conduta significou embaraço? Ainda que assim não fosse, isso se insere na atividade parlamentar dele”, afirmou o advogado.
Toron também buscou explicar acusação de que Aécio tentou escolher delegados para conduzir investigações da Operação Lava Jato. Disse que numa ligação com o então diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello, ele apenas demonstrou insatisfação com o andamento de inquérito. “Manifesta contrariedade com delegados e não passou disso”.
fonte: PORTAL G1

segunda-feira, 16 de abril de 2018

SELETIVA PARA INÍCIO DO CAMPEONATO DE FUTEBOL AMADOR DE SIMÕES-PI PARA O ANO DE 2018.

A seletiva aconteceu nos dias 14 e 15 de abril com  10 times, sendo eles: Criciúma, Náutico, Vila Real, Barcelona do Amparo, Bayern , Monte Santo, Audax , Juventude, São Raimundo e  Banespão. Equipe de arbitragem com Ramon Pereira,  Lili e seus auxiliares. Ramom Pereira atuou na seletiva no Sítio Junco e Lili no estadio municipal de Simões-PI.
Os classificados na seletiva foram:  Monte Santo, Bayern de Simões, Náutico da Serra da Palma, Vila Real da Serra do Jatobá  e São Raimundo.
Classificados diretos 1º a 5º conforme colocação do campeonato municipal de Simões-PI de 2017, sendo:  São Simão, Veteranos, Real Madri do Pé da Serra do olho d’água, Grêmio da Serra dos Claudios e Maria Preta.
 O campeonato municipal de Simões é realizado pela prefeitura com administração do prefeito Zé Wlisses e tem organização da secretaria municipal de esportes que tem  Francisco Dogizete ( Doge ) – secretário de esportes, Wagner Modesto e Ronaldo Euzébio Lima como coordenadores.
 O campeonato terá início no dia 29 de abril com 10 times classificados como foi citado acima.
 Na quarta-feira dia  18 de abril/18  as 10:00h da manhã, está marcada uma reunião deliberativa com a secretaria de esportes e representantes dos times. Na reunião serão discutidos e avaliados os últimos acertos para o início do campeonato e será realizada na sala de reuniões da prefeitura de Simões-PI.