sexta-feira, 13 de junho de 2014

BRASIL VENCE SELEÇÃO CROÁCIA NA ESTRÉIA DA COPA


A Copa do Mundo começou nesta quinta-feira (12) em São Paulo (SP), na Arena Corinthians, com a esperada vitória do Brasil. Mas o jogo que muitos achavam ser fácil, e alguns apenas complicado, foi mais difícil do que se esperava. E o árbitro japonês que teve sua escalação questionada, acabou ajudando. Não adiantaram as reclamações da Croácia. Foi dada a largada rumo ao hexa: 3 a 1.


O próximo desafio do Brasil será outra partida difícil. O México volta a ficar no caminho dos brasileiros, em jogo dia 17, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). A Croácia enfrentará Camarões na próxima rodada. A seleção brasileira mantém um tabu em Copas. Jamais a seleção anfitriã foi derrotada no jogo de abertura do mundial.


Da emoção ao susto

Os jogadores brasileiros entraram em campo com um sinal diferente das mãos dadas da campanha do tetra, em 1994. Conduzindo crianças com a mão esquerda por protocolo do torneio, os atletas colocaram a mão esquerda sobre a mão do companheiro da frente.

O hino também seguiu os protocolos da Fifa, tocado em versão reduzida, e da torcida, entoado até o fim. O capitão Thiago Silva, já de olhos marejados antes de entrar em campo, não se conteve.

Problema foi converter essa emoção inicial em gols. Ao invés de marcar sob pressão e abrir vantagem, o Brasil se viu atrás no placar logo aos 11 minutos, quando Marcelo acabou tocando para o gol o cruzamento da direita. Gol contra. Croácia 1 a 0.


Da pressão para a reação

A torcida não se abateu, e incentivou inclusive Marcelo. Mas a partida ficava mais complicada. Neymar levou o primeiro cartão amarelo da Copa por levantar o cotovelo contra o adversário em uma disputa de bola.


Neymar vacilou, mas não deu tempo para gerar irritação. Aos 28 minutos, ele chutou colocado da entrada da grande área. A bola bateu na trave e entrou: 1 a 1.

As duas equipes vieram mais iguais para o segundo tempo. Até Fred cavar falta na grande área. O árbitro Yuichi Nishimura, que trabalhou na partida entre Brasil e Holanda nas quartas-de-final da Copa de 2010 (com eliminação brasileira), marcou a penalidade, convertida por Neymar aos 25 minutos. O goleiro Pletikosa ainda tocou na bola e quase salva o juiz da marcação do lance duvidoso.


Em desvantagem, a Croácia foi para cima e forçou o goleiro Júlio César a fazer defesas importantes. O Brasil se aproveitou no contra-ataque e, aos 45 minutos, Oscar tocou no canto do goleiro e ampliou o placar: 3 a 1, para coroar a atuação do melhor jogador em campo.

O Brasil jogou com o goleiro Júlio César, os zagueiros Thiago Silva e David Luiz, Luiz Gustavo, Paulinho (depois Hernanes) e Oscar no meio, Marcelo e Daniel Alves nas laterais, e Hulk (depois Bernard), Neymar (depois Ramires) e Fred no ataque.


A Croácia atuou com Pletikosa no gol, Corluka e Lovren na zaga, Srna e Vrsaljko nas laterais. Kovacic (depois Brozovic), Modric, Rakitic e Perisic no meio de campo, e Olic e Jelavic (depois Revic) no ataque. Os brasileiros naturalizados Samir e Eduardo não entraram em campo.

Além de Neymar, Luiz Gustavo também levou cartão amarelo. Do lado da Croácia, as advertências foram para Corluka e Lovren.

Fonte: Cidade Verde

Nenhum comentário:
Escreva comentários

Posts Recomendados ×