Eventos

SEMINÁRIO SOBRE REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA ATRAI PARTICIPANTES DO NORDESTE


O Seminário Piauiense sobre Regime Próprio de Previdência (RPPS), realizado durante toda esta terça-feira (25), atraiu participantes de todo o Piauí e de estados vizinhos do Nordeste. O evento foi promovido pela Associação Piauiense de Municípios (APPM) e contou com a parceria de empresas gestores de previdência, bancos de investimentos e instituições públicas.  


Atualmente, 63 municípios do Piauí possuem regimes próprios de previdência e outros desejam criar o RPPS, saindo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Então, visando criar uma grande mesa redonda para o debate, a APPM planejou esse evento contando com palestrantes locais e nacionais, com renome no tema.

O auditor do Tribunal de Contas do Estado do Pernambuco, Ricardo Souza, um dos palestrantes do seminário, elogiou a inciativa da APPM e destacou o pioneirismo e o posto de referência nacional da entidade.

“Pôr o tema em discussão, mostrando as vantagens e desvantagens de fazer a migração de regime, para que o gestor municipal, bem como vereadores e toda a sociedade local avaliem se é interessante para o servidor e para o município essa migração é uma iniciativa de vanguarda, que confirma a APPM como referência nacional no tema previdência municipal”, relatou o auditor.

O presidente da APPM, Gil Carlos, falou do alto nível das palestras, da programação do evento e agradeceu aos prefeitos e gestores de fundos municipais de previdência, por estarem empenhados na aquisição de novos conhecimentos.

“A reforma da Previdência hoje é um tema que, juntamente com a reforma trabalhista, é o mais polêmico do Brasil. Então, juntar todas essas entidades em um esforço para o maior entendimento dessa reforma, e da criação de regimes próprios de previdência, é dar nossa contribuição de maneira proativa, que ajude aos municípios resolverem seus problemas e serem fomentadores de seu próprio desenvolvimento. Os municípios precisam amadurecer, através das boas práticas e assumindo suas responsabilidades, promovendo assim sua autonomia administrativa e financeira”, completou o presidente.

O evento teve como temas das palestras: Primeiros Passos do RPPS Municipal, com Ricardo Souza (Auditor do TCE/PE); Vantagens e Desvantagens RPPS x RGPS, com Sérgio Aureliano da Silva- CNM – Confederação Nacional dos Municípios; RPPS nos Municípios Piauienses, com Estevan Sousa - Receita Federal/PI; PAINEL: Investimentos e Soluções para o déficit Atuarial – CEF, BB, BNB CEF - Ciro Augusto Miguel (gerente Executivo da Gerência Nacional de Investimentos Corporativos – São Paulo) BB - Manoel Inácio Silveira Neto (Gerente da Divisão de Negócios Previdenciários e Seguridade) BNB - Alonso Rodrigues Marinho Júnior (Gerente em exercício do Ambiente de Distribuição e Suporte de Fundos de Investimento); A Importância da Avaliação Atuarial com Dr. Mario Rattes; Boas Práticas de Gestão do RPPS, com os painelistas Von Brawn, presidente da Associação Cearense dos Regimes Próprios de Previdência do Ceará (ACEPREM), Maria das Graças, gestora do RPPS de Juazeiro do Norte-CE,  e Anderson Carvalho, conselheiro da ANEPREM – Associação Nacional de Entidades de Previdência dos Estados e Municípios; O papel do RPPS no Desenvolvimento econômico local, com o Dr. Leonardo Rolim – Assessor da Câmara dos Deputados; A Reforma da Previdência, com o Dr. Marcelo Caetano – Ministério da Previdência; e O impacto da PEC 287/2016 sobre os RPPS, com o Dr. Alex Sertão – TCE/PI.

São parceiros da APPM nessa iniciativa o Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), Caixa Econômica Federal, Consulprev e Serconprev. 

Fonte: APPM

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.