Eventos

DOMINOU GERAL: W.DIAS TEM APOIO DE 86% DA ALEPI, 80% DOS FEDERAIS E 66% DO SENADORES.

Foto crédito - internet

 O cenário no qual se encontra o governador Wellington Dias atualmente é diferente daquele que vivenciou em 2014, ano em que se candidatou ao Governo do Piauí pela terceira vez e estava sem uma base consolidada. Meses antes havia rompido com o então governador Wilson Martins (PSB) e teve que enfrentar a base do ex-aliado nas eleições de 2014. Dias saiu vitorioso, embora tivesse àquela época uma base governista composta por oito partidos (PT, PP, PTB, PR, PROS, PRP, PHS, SD), enquanto seu adversário, o ex-governador Zé Filho, até então ligado ao PMDB, tinha o apoio de 13 siglas (PMDB, PSDB, PSB, PRB, PDT, PSL, PTN, PPS,DEM, PSDC, PMN, PTC e PSD).


Eleito para seu terceiro mandato como governador em 2014, Wellington Dias conseguiu aumentar sua base governista trazendo opositores para seu lado. Quatro anos depois, em 2018, Dias conseguiu disputar a eleição para seu quarto mandato tendo o apoio de nove partidos, um a mais do que teve em 2014. Contudo, essa nova coligação (PT/MDB/PP/PR/PDT/PSD/PCdoB/PTB/PRTB) formada por Wellington para o pleito de 2018  fez o petista sair das eleições de 2018 com muitos dos seus aliados eleitos. Só na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) 24 dos 30 deputados são da base governista do petista; 8 dos 10 deputados federais também; e as duas vagas ofertadas para senador do Piauí foram ocupadas por aliados de Wellington Dias.
Confira abaixo lista dos parlamentares que apoiam declaradamente o governador Wellington Dias no seu quarto mandato à frente do Palácio de Karnak:
ASSEMBLEIA DO PIAUÍ
24 das 30 cadeiras na Alepi serão ocupadas a partir do dia 1º de fevereiro por deputados que integram a base governista de Wellington Dias. Esse número, porém, deve aumentar. 24 parlamentares foram eleitos na coligação de Dias, contudo, pelo menos mais dois nomes devem integrar a base: Oliveira Neto (PPS) e o Pastor Gessivaldo (PRB). Oliveira Neto foi o mais jovem deputado eleito na chapinha e deve ir para a base governista. Gessivaldo havia saído da base governista para apoiar a candidatura de Dr. Pessoa (SD) ao Governo do Piauí, mas somente porque a maioria do partido assim o quis. Ao OitoMeia, a assessoria do pastor afirmou que a sigla já voltou para a base governista.

Wilson Brandão (PP), Lucy Soares (PP), Georgiano Neto (PSD), Francisco Limma (PT), Severo Eulálio (MDB), Coronel Carlo Augusto (PR), Dr. Hélio (PR), Fábio Novo (PT), Firmino Paulo (PP), Flávio Nogueira Jr (PDT), Franzé Silva (PT), Júlio Arcoverde (PP), Fábio Xavier (PR), Nerinho (PTB), Flora Izabel (PT), Paulo Santos (MDB), Janaínna Marques (PTB), Henrique Pires (MDB), Dr. Francisco Costa (PT), Themístocles Filho (MDB), João Madison (MDB), Hélio Isaias (PP), Zé Santana (MDB), Fernando Monteiro (PRTB).
Com isso, apenas quatro parlamentares deverão compor a oposição: Evaldo Gomes (PTC) que saiu da base governista após o governador não aceitar que ele disputasse o pleito de 2018 em uma chapa separada da base governista. Isso fez com que Evaldo apoiasse a candidatura do então deputado Dr. Pessoa. Após o pleito, Evaldo deve continuar na oposição ao lado de Marden Menezes (PSDB) e Gustavo Neiva (PSB) que já a integravam antes. E a novidade, fora os já citados, está no nome de Teresa Britto (PV) que já afirmou em outra oportunidade que irá ser oposição à gestão de Wellington Dias.
CÂMARA DOS DEPUTADOS 
O Piauí tem 10 representantes na Câmara dos Deputados. Em 2018 oito das 10 cadeiras foram conquistadas por um político da base de Wellington Dias. Rejane Dias (PT), Fábio Abreu (PR), Assis Carvalho (PT), Flávio Nogueira (PDT), Júlio César (PSD), Iracema Portella (PP), Margarete Coelho (PP) e Marcos Aurélio Sampaio (MDB) foram os eleitos. Só Dra Marina (PTC) e Átila Lira (PSB) foram eleitos fora da base governista. 80% dos deputado federais do Piauí são aliados a Wellington Dias.


SENADO

No Senado Federal o Piauí tem três representantes. A cada oito anos são disputadas duas vagas e a cada quatro uma. Em 2018 duas vagas foram ofertadas e elas foram conquistadas pelos dois candidatos da coligação de Wellington Dias: Ciro Nogueira e Marcelo Castro. Agora, duas das três vagas do Piauí no Senado são de políticos aliados ao governador Wellington Dias. A terceira vaga é ocupada por Elmano Ferrer, único opositor de Dias no Senado que representa o Piauí.
FONTE - PORTAL OITO E MEIA


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.