Eventos

ARTISTAS, MÚSICOS E TÉCNICOS RECEBEM CESTAS BÁSICAS DO CONSELHO ESTADUAL DA CULTURA

FONTE - PORTAL PARLAMENTO PIAUÍ

Foi doada uma tonelada de alimentos aqueles não estão cadastrados em benefícios e sem vínculo empregatício


Circo Zoim, em Teresina Foto: Secult
A pandemia da Covid-19 tem desafiado todo o mundo, e na produção cultural não tem sido diferente. Com casas de espetáculos, bares, restaurantes, teatros fechados, muitos artistas estão passando por dificuldades até mesmo para manter as condições básicas de subsistência. Tendo ciência desta situação, o Conselho Estadual de Cultura do Piauí (CEC) promoverá a doação de 1 tonelada de alimentos para artistas que não estão cadastrados em benefícios e não tem vínculo empregatício, neste grupo incluido-se iluminadores, artistas circenses, músicos, dentre outros.
As doações foram viabilizadas por meio de esforço coletivo dos conselheiros de Cultura, sem a utilização de dinheiro público. A campanha mostra a solidariedade no meio artístico piauiense, evidenciando que o momento é de união. “Nós sabemos de todas as dificuldades que muitas pessoas estão enfrentando por conta da pandemia, assim estamos numa corrente de união e solidariedade para distribuir cestas básicas aos nossos artistas que não têm como se manter neste período”, indicou o presidente do CEC, o escritor e advogado Nelson Nery Costa.
Em tal âmbito, a distribuição das cestas já foi iniciada para os membros da Escola de Circo Zoim. “O primeiro a receber foi um aluno nosso de malabarismo, que atualmente mora no Dirceu, pai já falecido e a mãe sustenta os 2 filhos fazendo faxina e com a atual situação, não tem aparecido serviços e ela me relatou as dificuldades que tem passado e com certeza essa cesta veio em boa hora e vai amenizar bastante esse momento”, indicou Frank Mamu do Circo Zoim.
Parte dos alimentos foi obtida também por meio da campanha do músico e cantor Anderson Rodrigues, atendendo a um pedido especial do professor e conselheiro Wilson Serraine. Além disso, o CEC vem atuando em distribuir os alimentos para quem realmente está necessitando, estando em contato, inclusive, com a Fundação Cultural para obter a lista dos artistas que ainda não foram contemplados por benefícios assistenciais.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.