Eventos

GOVERNADOR REÚNE PREFEITOS E DEBATE AÇÕES CONTRA A COVID-19 NO INTERIOR DO PIAUÍ.


REUNIU 46 PARTICIPANTES .
FONTE - 180 GRAUS

O governador Wellington Dias participou, na tarde de sexta-feira (17), de videoconferência com prefeitos de diversas cidades do Piauí. A sala virtual reuniu 46 participantes que discutiram estratégias de continuidade no combate ao novo coronavírus. O chefe do executivo estadual demonstrou preocupação com a queda nos índices de isolamento nos últimos dias, ressaltando a previsão dos especialistas para o período de pico de contaminação, que começou em 15 de abril e vai até 15 de maio. Os gestores foram orientados a manter o isolamento social em suas cidades.
“Tem uma pressão muito grande sobre vocês para voltar ao trabalho. Comércio, restaurantes, bares. Sei que não é fácil. Tem movimentação por conta do auxílio financeiro. A estratégia só terá resultado se segurarmos o isolamento. No Ceará, aqui ao lado, já tem fila de doentes esperando UTI”, alertou o governador.
A última atualização do quadro no Piauí aponta para 123 casos confirmados de Covid-19, crescimento de 20% nas últimas 24 horas. Um novo óbito foi confirmado, totalizando nove. A vítima é de Bom Princípio do Piauí, norte do Estado. Agora, foram oficialmente contabilizadas 18 cidades piauienses atingidas pelo novo coronavírus.
Na reunião, foram compartilhadas as últimas ações de preparação da rede de saúde para o atendimento de pacientes com a Covid-19. Segundo os números apresentados, o Piauí tem no momento 773 leitos clínicos disponíveis e 246 leitos de terapia intensiva (UTI) e estabilização. O governo está levantando a disponibilidade de leitos em hospitais particulares em cidades-pólo como Picos, Parnaíba e Floriano. O objetivo é contratar na rede privada e descentralizar a oferta concentrada na capital. O governador declarou que, no momento, 16% desses leitos estão ocupados, mas a previsão de crescimento da curva de contaminação exige a rede preparada.
“Isso não nos permite relaxar. O Piauí tem tendência de precisarmos de 350 leitos de UTI e salas de estabilização até 15 de maio” alertou Dias.
A rede estadual de saúde sofre ainda com uma demanda crescente de síndromes respiratórias ocasionadas por outros vírus. O número de pacientes diagnosticados com H1N1 e Influenza, no período de 15 de março a 15 de abril, é 15 vezes maior que o verificado no mesmo período de 2019. O dado foi repassado pelo governador, que registrou a dificuldade no recebimento de vacinas contra a gripe, que devem ser repassadas pelo Ministério da Saúde.
O secretário de Saúde, Florentino Veras, anunciou o início da distribuição de testes rápidos para diagnóstico da Covid-19, pelas Regionais de Saúde no interior do Piauí. Cada município receberá, no mínimo, 20 testes. A aplicação dos exames é uma das ações consideradas prioritárias para execução conjunta com as prefeituras. Ficou estabelecido ainda a intensificação das barreiras sanitárias nas divisas do estado; organização da rede de saúde; divulgação permanente de informações sobre o risco imposto no período de pico de contaminação.
Uma novidade tecnológica que também passa a ser divulgada é o “Monitora Covid-19”. O aplicativo, disponível para aquisição gratuita para sistemas IOs e Android, permite acesso por meio do celular, a uma rede com 62 médicos especialistas na doença, integrados com médicos que atuam nos municípios. A ferramenta possibilita ao paciente compartilhar eventuais sintomas que venha apresentando, bem como doenças pré-existentes, fornecendo à rede de saúde informações relevantes para triagem e encaminhamento ao atendimento adequado.
Participaram da videoconferência prefeitos municipais; o presidente da Associação Piauiense de Prefeitos (APPM), Jonas Moura; o secretário de Governo, Osmar Júnior e o secretário de Saúde, Florentino Veras.





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.