Eventos

MINISTRO AFIRMA QUE CADASTRO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE PARA COMBATER CORONAVÍRUS NÃO É OBRIGATÓRIO


MINISTRO DA SAÚDE DISSE EM ENTREVISTA QUE PROFISSIONAIS DE DIFERENTES ESTADOS PODERÃO SER CONVOCADOS PARA ATUAREM EM OUTROS LOCAIS DO PAÍS. ENTRE AS CATEGORIAS ESTÃO MÉDICOS, ENFERMEIROS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E ASSISTENTES SOCIAIS.

FONTE - G1

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta quinta-feira (2) que não é obrigatório o cadastro dos profissionais de saúde para realizarem os cursos de capacitação para o combate ao Covid-19. O cadastro dos profissionais, também, vai ser usado para a convocação em caso de necessidade de atuação em outros estados.

Médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais, profissionais de educação física e até veterinários foram chamados por meio de uma uma portaria do Ministério da Saúde. O texto determina o cadastro de profissionais de 14 categorias da área da saúde para realizar capacitação, em caráter emergencial, para trabalhar pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no combate ao novo coronavírus (Sars-Cov-2).

O ministro afirmou que a chamada será iniciada por aqueles que têm disponibilidade. "Se você entende que você pode sair da sua cidade e pode atender em outra cidade a qualquer momento. O Ministério da Saúde vai saber através do cadastro que você pode fazer parte de uma força tarefa que vai ajudar ".
"Estou dizendo para quem quer enfrentar. Não é uma convocação e não é obrigatória. Mas é previsto em lei que pode convocar", Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde.

O ministro disse ainda: "Na Itália, 45% da força de trabalho foi contaminada no inicio da pandemia. Elas ficam duas semanas para se recuperar para voltar ao trabalho. Você tem a primeira onda, o sistema sofre. Na eventualidade de precisar, o gestor vai se organizar na cidade. Mas, se tivermos situação de gráfico agudo, como Rio, São Paulo, Brasília, Ceará? Se acontecer em vários lugares ao mesmo tempo? O governo está dizendo assim: se for o caso, eu busco, coloco no avião, no hotel e pago".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.