Eventos

MULTA DE R$ 1 MIL A R$ 10 MIL POR NÃO USO DE MÁSCARA PASSA A SER COBRADA NO PIAUÍ.

Foto: Roberta Aline
O período de tolerância por não uso da máscara acabou. É o que alerta a Vigilância Sanitária do Estado. O processo de orientação educativa encerrou nesta sexta-feira (10). A partir de segunda, o governo passará a multar as pessoas que não usarem o protetor facial.
Operação de fiscalização será feita nas empresas e clientes pela Vigilância Sanitária do estado e do município. A multa varia de R$ 500 a R$ 1 mil e a empresa, a multa é mais pesada e pode chegar até R$ 10 mil. 
O uso da máscara de proteção facial se tornou obrigatório no Piauí desde o dia 22 de abril de 2020, em decreto do governador Wellington Dias (PT). 
De acordo com o decreto, as máscaras devem ser utilizadas obrigatoriamente antes de sair de casa, em deslocamentos por via pública e em locais onde há grande circulação de pessoas.
A transmissão do novo coronavírus, agente causador da Covid-19, ocorre, principalmente, por gotículas da saliva contaminada. Essas gotículas podem ter sua formação reduzida pelo uso correto de máscaras não profissionais. “Daí a importância do seu uso, pois elas reduzem significativamente a incidência de contaminação entre as pessoas”, explicou a diretora da Vigilância Sanitária do Piauí, Tatiana Chaves.
Para conseguir manter a eficácia nos resultados de proteção contra o novo coronavírus, as máscaras precisam ser confeccionadas e usadas de maneira correta. 
De acordo com o documento, é recomendável que cada pessoa tenha uma média de cinco máscaras, não devendo ser usadas por mais de três horas. “As máscaras são de uso individual, portanto, não devem ser compartilhadas e é importante ressaltar que mesmo utilizando essa proteção é preciso manter o distanciamento de mais de um metro de outra pessoa”, acrescentou Tatiana Chaves.
Flash Yala Sena (Com informações da Vigilância Sanitária)
yalasena@cidadeverde.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.