Eventos

ONYX LORENZONI DIZ QUE BOLSONARO GANHA EM 1º TURNO DISPARADO EM 2022.



Por Francy Teixeira -            fonte -  jogo do poder
O ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni concedeu entrevista exclusiva ao Jogo do Poder nesta quarta-feira, 12 de agosto. Respondendo aos questionamentos dos jornalistas Amadeu Campos, Arimatéa Carvalho, Sávia Barreto e João Carvalho, o líder da pasta demonstrou otimismo quanto à reeleição do presidente Jair Bolsonaro em 2022.
Com os principais adversários elencados, como Sérgio Moro, Luciano Huck, Fernando Haddad, Luiz Henrique Mandetta e Ciro Gomes, Lorenzoni disse não acreditar numa forte concorrência. “Eu acredito que não vamos ter segundo turno em 2022”, disse.
As maiores críticas foram direcionadas à Haddad, a quem o ministro se  referiu como ‘o pior poste do PT’  e João Dória, onde sinalizou que não ‘vencerá nem em São Paulo’. Questionado se algum dos políticos citados, Lorenzoni  foi categórico.  “De jeito nenhum”, disse.

Questionado sobre a acusação de Caixa Dois e o acordo firmado com a Procuradoria Geral da República para o pagamento de R$ 189 mil, Onyx indicou que está tranquilo quanto a ação.
“Tenho muita tranquilidade em relação a isso, em termos que envolvia corrupção, na verdade foi um problema de não declaração, de um recurso que recebi de um amigo; a interpretação de parte da imprensa está equivocada, o ministro Marco Aurélio tem uma tese, que deve descer para os tribunais regionais, e nós temos uma tese que deve ser no Supremo. Está nas mãos de advogados, foi um episódio que aconteceu em 2017, plenamente superado”, disse.
Onyx  Lorenzoni ainda negou que haja uma disputa dentro do Governo entre os desenvolvimentistas e legalistas.  
“O programa de Governo do presidente Bolsonaro tive a honra de coordenar, e ele é muito claro, é um farol, um programa que não entrava em nenhum detalhamento, fazia apenas a eleição do que era um norte, o grupo que viabilizou é uma união de liberais com conservadores, quando nós ano passado, ajudei a fazer a transição, todo nosso trabalho  foi exatamente em recuperar a confiança externa e interna, trabalhamos na Reforma da Previdência, na redução do déficit, com o PPI  buscamos R$ 500 bilhões de investimentos privados, temos um volume gigantesco de oportunidades que devem ocorrer no segundo semestre, o Brasil recuperou a confiança externa e o que vimos todos eles acreditando e muito no nosso país. Tivemos muitos avanços e vamos continuar nele, é uma falsa polêmica, uma falsa discussão, essa coisa de Estado investidor é coisa para Dilma”, frisou.
O ministro da Cidadania teceu críticas a uma parcela da imprensa, indicando que os Poderes estão aprendendo a conviver.
“Primeiro voltamos às pesquisas, o que a Globo e a Folha de São Paulo menos queria era a eleição do Bolsonaro, sabíamos que para fazer um Governo desruptivo, o Governo foi montado com absoluta independência. Montamos um Governo desruptivo, fomos aprendendo a conviver, que aquele sistema não regiria mais, hoje vivemos um momento que é de amadurecimento de todos os Poderes, que precisamos nos unir. Agora há uma parcela importante da extrema imprensa, do Brasil, que só vê coisa negativa”, apontou.
Sobre o auxílio emergencial, ele destacou que o programa vai alcançar 66 milhões de beneficiários, e é o mais bem-sucedido do Ocidente, no que diz respeito à assistência a população afetada pela pandemia do novo coronavírus.
“O presidente Bolsonaro criou o décimo terceiro do Bolsa Família, é pela segunda vez o maior número de beneficiários do programa, também temos em virtude do auxílio emergencial o maior valor absoluto de amparo do Bolsa Família. Trabalhamos a montagem de um programa de renda mínima bem mais efetivo que o Bolsa, seguramente vai ser o programa Renda Brasil e vai surpreender positivamente.  Se olharmos todas as  epidemias do século  XX, em média foram de duas a 14 semanas, mas como o Brasil é muito grande o processo começou no fim de fevereiro no Sudeste, desceu para o Sul, foi para Manaus, depois Belém e depois Fortaleza,e hoje vem migrando pro Centro Oeste, então o presidente tomou a decisão de ampliar por mais dois meses, devemos essa semana virar os 67milhões de brasileiros pagos, um impacto de mais  de 135/140 milhões de pessoas, isso é uma Argentina inteira, ou  uma Itália inteira, e quando fomos para o aplicativo de celular montamos o mais eficiente seguro, do mundo ocidental. Apesar das dificuldades e reconhecemos que tivemos conseguimos chegar a um ponto onde estendemos uma gigantesca rede de proteção social”, comentou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.