Eventos

PIAUÍ TEM 26 MUNICÍPIOS COM MAIS ELEITORES QUE HABITANTES

PPN-IMG-36a4f2ff7aeea3dacc5c.jpg


Das 224 cidades piauienses, 26 têm mais eleitores do que habitantes, de acordo com levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Segundo o presidente da confederação, Glademir Aroldi, e o professor Cléber de Deus, pós-doutor em ciência politica, essa distorção pode atrapalhar no direcionamento das ações e decisões administrativas nessas cidades.
Confira ao fim da reportagem a lista dos municípios e os números de habitantes e eleitores.
“ESSE ELEITOR FLUTUANTE DESCONHECE A REALIDADE DO MUNICÍPIO E ACABA ESCOLHENDO SEM UMA AVALIAÇÃO, UM DIAGNÓSTICO, DA SITUAÇÃO VIVIDA PELOS HABITANTES”, AFIRMOU CLÉBER DE DEUS.
O cientista político diz que os votos desses eleitores sinalizam de forma equivocada para gestão quais os problemas que ela de fato deveria encarar e implementar como política pública. “Essa distorção precisa ser corrigida no sistema político brasileiro”, pontuou.
O levantamento foi feito com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB-PI, Emmanuel Fonseca, explicou que o IBGE adota um conceito de domicílio diferente do Tribunal Regional Eleitoral.
“O CONCEITO DO IBGE É O DOMICÍLIO CIVIL E O DA JUSTIÇA ELEITORAL É O DE DOMICÍLIO ELEITORAL QUE PODE TER PESSOAS TAMBÉM COM VÍNCULO FAMILIAR, AFETIVO, VÍNCULO PROFISSIONAL OU VÍNCULO PATRIMONIAL COM AQUELE MUNICÍPIO”, DISSE.
Cléber de Deus diz que a distorção pode ser até maior. “Dentro do número de habitantes há também aqueles que ainda não têm idade para votar e aqueles que têm voto facultativo”, explicou.

Em todo o país

Segundo a CNM, ao todo, 473 cidades brasileiras apresentam essa distorção. As regiões Sudeste, com 146 municípios, e Nordeste, com 133, concentram a maior quantidade de cidades com essa diferença, entre o número de habitantes e o de eleitores.
Em seguida, vem a região Sul, com 113 cidades, depois a Centro Oeste, com 67, e, por fim, a região Norte, com 14. Conforme o presidente da CNM, o efeito acontece porque muitas pessoas que vão morar na capital ou em cidades maiores continuam preservando o título de eleitor na cidade de origem.
“HÁ TAMBÉM DISTORÇÕES NA CONTAGEM POPULACIONAL, O QUE PREJUDICA OS MUNICÍPIOS TAMBÉM EM RELAÇÃO ÀS TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS DA UNIÃO QUE SÃO FEITAS BASEADAS NO NÚMERO DE HABITANTES”, AFIRMOU GLADEMIR AROLDI.
O presidente da CNM afirmou que para corrigir essa situação é necessária a contagem populacional a cada cinco anos. “Isso não ocorreu em 2015 por falta de orçamento do IBGE e o censo que deveria acontecer este ano não vai ser realizado por conta da pandemia”, disse.
Para Glademir Aroldi, isso vai gerar mais distorções e prejudicar ainda mais os municípios.
Veja abaixo a lista completa dos municípios:
Cidades com mais eleitores do que habitantes no PI

Município Habitantes Eleitores Diferença Nazária 8.570 10.865 -2.295 Novo Santo Antônio 2.991 4.276 -1.285 Jatobá do Piauí 4.865 5.978 -1.113 Aroeiras do Itaim 2.551 3.411 -860 Coivaras 4.020 4.842 -822 São Félix do Piauí 2.942 3.721 -779 Pau d’Arco do Piauí 4.045 4.698 -653 Bocaina 4.500 5.066 -566 Sebastião Barros 3.469 3.955 -486 Geminiano 5.442 5.863 -421 Bom Princípio do Piauí 5.630 5.980 -350 Miguel Leão 1.246 1.582 -336 São Lourenço do Piauí 4.573 4.805 -232 Nossa Senhora de Nazaré 4.870 5.100 -230 Curralinhos 4.443 4.657 -214 Prata do Piauí 3.151 3.352 -201 Vera Mendes 3.077 3.265 -188 João Costa 3.008 3.191 -183 Hugo Napoleão 3.877 4.043 -166 São João da Serra 6.139 6.304 -165 Lagoinha do Piauí 2.845 2.948 -103 Barreiras do Piauí 3.348 3.432 -84 Pedro Laurentino 2.536 2.619 -83 Pavussu 3.677 3.704 -27 Currais 4.954 4.969 -15 Lagoa do Piauí 4.064 4.070 -6
Fonte: Confederação Nacional de Municípios (CNM)
Fonte: G1-PI

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.