Eventos

GOVERNADOR LANÇA NOVO CURRÍCULO PARA A EDUCAÇÃO DO PIAUÍ.

 O currículo permite uma maior integração entre as escolas municipais e estaduais

Por Cristiane Ribeiro - TERESINA DIÁRIO
Governador lança Novo Currículo para Educação do Piauí

Na manhã desta quarta-feira (7), durante videoconferência, o governador Wellington Dias e o secretário de Educação Ellen Gera realizaram o lançamento do II Ciclo de Formação 2020/2021 do Currículo do Piauí para a Educação Infantil e Ensino Fundamental do Piauí. A solenidade contou ainda com a participação do Consultor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), professor José Henrique Paim; do superintendente de Educação Básica da Seduc, Carlos Alberto Pereira e da coordenadora de Formação Continuada de Professores, Mirna Araújo.

A partir da homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC/2017), o Estado do Piauí, seguindo as diretrizes do Guia de Implementação da BNCC, constituiu Comissões de Governança e Execução, responsáveis pela discussão, construção e implantação do novo currículo para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental. O trabalho foi realizado em regime de colaboração com as redes municipal, estadual e privada, as quais têm contribuído com o processo de discussão das novas bases educacionais propostas pela BNCC.

“O Piauí prioriza a educação porque é o grande alicerce para o desenvolvimento. O que hoje conseguimos é algo extraordinário. Os municípios foram diretamente apoiados pelo Estado na construção da Base Nacional Comum Curricular para a Educação Básica, que abrange a Educação Infantil e o Ensino Fundamental. Agora, o desafio é unificar também o Ensino Médio. Estamos falando de (uma parceria entre) setor público e setor privado para garantir que tenhamos, com isso, mais igualdade. Vamos trabalhar, a partir de agora, na implantação da BNCC em todo o Piauí, além de outros investimentos na educação para manter esse ritmo de bons resultados. O Piauí está, hoje, entre os melhores do Brasil e acredito que vamos seguir nessa direção e, com isso, criar espaço de oportunidades por meio da educação”, disse o governador Wellington Dias.

Para o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera tratou-se de um momento importante para o Piauí. “Nos orgulhamos de hoje termos um currículo comum entre Estado e Municípios na Educação e Ensino Fundamental, que nós chamamos de Currículo do Piauí. Neste momento, estamos trabalhamos a formação dos professores que irão atuar na sala de aula. Serão mais de 25 mil profissionais da educação que serão formados pelas equipes da Secretaria Estadual de Educação com o apoio da Fundação Getúlio Vargas. O objetivo é que a gente possa, com o currículo homologado pelo Conselho Estadual de Educação, levar este currículo para a sala de aula, chegando em quem mais importa que é o nosso estudante. O currículo permite uma maior integração entre as escolas municipais e estaduais, fica mais fácil para o estudante transitar entre uma rede e outra sem sentir muito a diferença, inclusive na rede particular, com um currículo unificado”, afirmou.

Durante a videoconferência, o superintendente de Educação Básica da Seduc, Carlos Alberto Pereira, apresentou o currículo elaborado e explicou como foi o processo de elaboração que acontece desde 2018. “O Currículo do Piauí foi construído e pensado de maneira que todos possam se sentir representados (redes municipais e estadual) e saibam qual foi e será a sua contribuição nessa caminhada desafiadora. Esperamos que este currículo seja vivenciado por toda a Comunidade Escolar e que colabore efetivamente com o avanço sustentável da Educação do Piauí”, disse.


Em sua fala, o consultor da FGV, José Henrique Paim parabenizou o Piauí pelos resultados do Ideb e reforçou a contribuição da Fundação Getúlio Vargas no processo de elaboração do currículo. “Quero primeiro parabenizar o Estado pelos resultados no Ideb e dizer que o estado, de fato, é uma referência no país porque, até pouco tempo atrás, tínhamos poucos resultados que possuíam destaque nacional e, hoje, estamos ampliando esse leque. O Piauí é um desses estados que vêm fazendo um trabalho excepcional e duas características em termo de gestão educacional chamam atenção no Piauí: primeiro, uma gestão voltada para a aprendizagem, o esforço que o Estado, por meio da Secretaria de Educação, tem feito para que cada vez mais se tenha uma cultura de acompanhamento no âmbito da secretaria é muito importante. Isso demonstra que os resultados não são resultados que estão acontecendo por acaso. Na verdade, há um esforço grande nesse sentido. O segundo aspecto envolve uma visão sistêmica da educação, ou seja, a Seduc pensa não só a educação da rede estadual, mas a educação do estado como um todo. Nesse sentido, o que estamos vendo hoje é justamente esse esforço, no sentido de estabelecer uma melhoria cada vez maior do regime de colaboração e a construção desse currículo é uma demonstração desse esforço todo”, disse.

Durante a solenidade, os redatores do novo currículo foram homenageados pelo indispensável papel na construção do documento. “Esse currículo é um marco para a educação do Piauí, que é o nosso primeiro, que torna nosso estado igual a todos os estados do Brasil em relação às aprendizagens comuns. E o que a nossa equipe regionalizou essas técnicas focando nas necessidades do nosso estudante”, explicou a supervisora de gestão e redatora de Inglês, Gabriela Oliveira.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.