Eventos

EMPRESA DE ENGENHARIA DO SETOR EÓLICO INSTALA FILIAL EM PAULISTANA-PI


Complexo Eólico Lagoa do Barro

A Rutten pretende fornecer seus produtos para todo o Nordeste.     Fonte – PORTAL TERESINA DIÁRI0. 

A produção de energias renováveis no Piauí atrai, a cada dia, novos investimentos. É o caso da empresa Rutten – Rudloff Protende Engenharia, que está instalando uma filial no município de Paulistana, a 470 km de Teresina, e já começa a funcionar no mês de fevereiro de 2020.
A empresa já está consolidada no mercado brasileiro, referência no setor de soluções em engenharia e irá produzir equipamentos que fazem parte da montagem das torres eólicas, gerando emprego e movimentando a economia da região. A Rutten atenderá a Acciona, empresa de energia eólica que já está instalada em Paulistana.
O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Igor Néri, esteve, ainda no ano passado, na sede da empresa, em Osasco (SP), buscando essa parceria e a concretização da instalação da empresa no Piauí. “A empresa Rutten chegou ao Piauí por meio de um fornecimento de material para a empresa Acciona, para o novo parque eólico em Lagoa do Barro. Ao perceber o grande potencial do estado em energias renováveis, procuraram uma parceria. Com isso, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) iniciou um trabalho no sentido de trazer a empresa, de fato, para o estado, não só para produzir as torres de Lagoa do Barro, mas também para projetos futuros na região.”, disse o gestor.
Sobre a escolha da cidade, o secretário explica o processo. “Foi feito um estudo e atestaram que o Piauí atende às necessidades de logística da empresa. Com isso, iniciamos o trabalho para procurar a cidade ideal para instalação da empresa, foi identificada a cidade de Paulistana, pois fica próximo da cidade de Lagoa do Barro, para o primeiro fornecimento, e também pelo fato de ficar bem próximo de um entroncamento rodoviário, favorecendo a logística para outros projetos”, disse Igor Néri.
No primeiro momento, a Rutten irá fornecer equipamentos para as torres do Complexo Eólico Lagoa do Barro, mas, ao término desse fornecimento, continuam no Piauí para fornecer seus produtos para todo o Nordeste.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.