Eventos

CORONAVÍRUS: PESQUISA ESTIMA QUE TERESINA TEM 7.690 CASOS E JOVENS PROPAGAM MAIS O VÍRUS



Fábio Lima
redacao@cidadeverde.com
O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), divulgou os números das duas primeiras pesquisas de amostragem feitas para melhor avaliar o cenário de infectados pelo novo coronavírus na cidade. O resultado estima que cerca de 7.600 pessoas estavam com o vírus na capital até o dia 26 de abril. 
As pesquisas foram feitas pelo Instituto Opinar e serão repetidas nos dois próximos finais de semana, como forma de avaliar melhor o cenário, tendo em vista a falta de testes para toda a população. 

Os resultados abrangem pessoas que foram infectadas nos sete dias anteriores ao teste rápido - ou seja, quem foi entrevistado no dia 26 de abril deve ter contraído no coronavírus por volta do dia 19. 
A primeira pesquisa foi feita entre os dias 16 e 19 de abril, quando Teresina tinha 41 casos confirmados oficialmente. A estimativa é de que existissem 4.843 pessoas infectadas - 118 vezes o valor atestado por exames. 
Artes: Prefeitura de Teresina.
Na segunda pesquisa, entre 24 e 26 de abril, quando a capital contava com 122 casos confirmados, a estimativa apresentada pelo instituto Opinar é de que 7.697 pessoas estivessem com o novo coronavírus - 63 vezes mais que os dados oficiais. Nesta etapa, a Prefeitura acredita que o aumento da testagem reduziu a subnotificação dos casos. 
Foram 900 pessoas entrevistadas em cada pesquisa, em todas as regiões da capital. O índice de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2,31%.  
 
Cenários da pesquisa
Com base nos números obtidos, o instituto Opinar fez três projeções para a quantidade real de infectados pelo novo coronavírus até 26 de abril. No cenário otimista, seriam 2.384. No pessimista, 12.991. A possibilidade mais realista, de acordo com a pesquisa, é de 7.697 pessoas com o vírus. 
Maioria na zona Leste e mais jovens
A pesquisa apontou que a maioria dos infectados em Teresina tem entre 15 e 34 anos de idade (54%), faixa etária menos vulnerável a complicações da Covid-19, mas que pode transmitir o vírus para pelo menos outras duas pessoas, multiplicando o número de casos na capital. 
Entre os que tiveram teste positivo, a maioria está na zona Leste de Teresina (38%), seguida pela zona Sudeste (23%). Todas as regiões tiveram casos confirmados nas duas pesquisas, e apresentaram crescimento desse número na segunda etapa.  
A testagem aleatória também identificou pessoas com asma, pressão alta e obesidade que estavam com o coronavírus - todas essas são comorbidades que podem complicar o estado de saúde do paciente em caso de infecção. 
O resultado do trabalho feito pelo instituto também detectou que profissionais liberais e funcionários públicos estão com percentual de casos positivos além do que representam essas categorias no total da população teresinense. 

Casos confirmados
Os testes positivos da pesquisa já estão contabilizados nos dados divulgados diariamente pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) e Ministério da Saúde. 
Todas as pessoas entrevistadas aleatóriamente, inclusive as que testaram positivo - 13 no total - receberam os telefones para entrarem em contato com a Fundação Municipal de Saúde e buscarem a orientação necessária para o tratamento da Covid-19. 
Medidas
O prefeito Firmino Filho apresentou os dados da pesquisa em videoconferência para a imprensa, na noite desta quarta-feira (29), e deixou as respostas das perguntas feitas por jornalistas para a equipe técnica. Não foram anunciadas medidas que tenham sido tomadas com base no resultado das pesquisas. 



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.