Eventos

MAIS DE 60 MIL ALUNOS RECEBERÃO AUXÍLIO MERENDA EM CASA


Neste período, em que as portas das escolas públicas estão fechadas, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), seguindo a medida provisória do Governo do Estado, beneficiará milhares de estudantes da rede pública estadual com o "Auxílio Merenda em Casa". A medida estabelece a política emergencial de alimentação escolar, em virtude do novo coronavírus (Covid-19), e contemplará um trabalho de repasse financeiro no valor de R$60 reais para as famílias mais carentes dos estudantes da rede pública estadual que são contemplados com o Programa Bolsa Família, em parceria com o Banco do Brasil.
O repasse ficará à disposição do CPF do responsável dos estudantes. "Temos um cadastro de aproximadamente 51 mil responsáveis e 60 mil estudantes que serão beneficiados por meio desta política. A medida busca atender os estudantes que, neste momento, não podem ter acesso à política de alimentação escolar a que têm direito. É uma forma de dar suporte para todas as famílias neste momento tão difícil que estamos vivenciando, por causa do isolamento social para conter o coronavírus", explica o Secretário da Educação, Ellen Gera.
De acordo com o gestor, não será necessário se deslocar até a escola, pois a consulta de beneficiários poderá ser feita no site da Seduc. "O auxílio será disponibilizado por meio do aplicativo  Carteira BB, desenvolvido pelo Banco do Brasil. As famílias devem baixar e se cadastrar no aplicativo. Uma vez cadastradas e validadas, o benefício cairá automaticamente. O app estará disponível para download a partir do dia 14 de abril", esclarece o gestor.
Outra medida tomada pela Seduc se deu por meio de ofício enviado aos gestores. A secretaria deu início à distribuição de gêneros alimentícios em estoque nas escolas da rede pública estadual, como uma ação administrativa emergencial para evitar desperdício de gêneros alimentícios em qualquer forma de estoque, prevenindo que estes ultrapassem o período adequado para a utilização.
De acordo com a diretora da Unidade de Gestão e Inspeção Escolar da Seduc, Ana Rejane Barros, o atendimento às famílias ocorrerá conforme a capacidade da escola quanto ao estoque.
"A escola, de acordo com os itens de que dispõe, deverá organizar kits com os produtos/gêneros disponíveis e distribuí-los, doando o que tem em estoque, independentemente da quantidade. Essa distribuição acontecerá com base no cadastro dos alunos dentro dos requisitos descritos no ofício circular, para atender aos estudantes mais necessitados", esclarece.
Ana Rejane explica, ainda, que esta é também uma forma de atender alunos integrantes do Programa Bolsa Família, que estão em maior vulnerabilidade social. "Pedimos que os pais não saiam de suas casas para buscar o auxílio nas escolas. Nossa equipe técnica está em contato com os gestores das unidades e gerentes regionais para uniformizar as estratégias de distribuição com toda a segurança recomendada pelas organizações de saúde", afirma.
Famílias de alunos do município de Jatobá do Piauí já receberam algumas destas cestas básicas, em parceria com a rede municipal, para amenizar a situação de vulnerabilidade em que se encontram as famílias dos alunos da rede pública estadual. Estudantes dos municípios de Floriano e Paulistana também já foram contemplados com a ação.
PROGRAMA MERENDA EM CASA
Neste período, em que as portas das escolas públicas estão fechadas, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), seguindo a medida provisória do Governo do Estado, beneficiará milhares de estudantes matriculados na rede pública estadual com o  "Auxílio Merenda em Casa". O programa  será implantado em caráter emergencial e temporário, garantir alimentação dos estudantes enquanto as escolas estiveram com aulas presenciais suspensas em virtude do novo coronavírus (Covid-19). Para receber o benefício, a família precisa apenas baixar e se cadastrar no aplicativo Carteira BB, desenvolvido pelo Banco do Brasil. O cadastro deve ser feito pela  pessoa responsável pelo saque do Bolsa Família. Com o aplicativo,  as famílias poderão sacar o dinheiro em qualquer caixa da rede 24hrs do Banco do Brasil, ou utilizar o crédito para realizar compras em  supermercados  de sua região. PERGUNTAS MAIS FREQUENTES Estudantes da rede pública estadual receberão cestas de alimentos durante a suspensão das aulas? Não. Algumas unidades de ensino, que tinham gêneros alimentícios em estoque, foram autorizadas a distribuir esses itens às famílias mais carentes dos estudantes matriculados na escola. Como fica alimentação desses estudantes durante a suspenção das aulas? O Governo do Estado irá atender os estudantes mais carentes por meio do programa Merenda em Casa, um auxilio  emergencial e temporária para garantir a alimentação dos alunos enquanto estiverem em casa por conta da suspensão das atividades presenciais nas escolas da rede estadual. Quem tem o direito de receber esse benefício? Famílias com filhos matriculados na rede estadual de ensino beneficiárias do Programa Bolsa Família. Qual o valor do Beneficio? As famílias receberão R$60,00 (sessenta reais) por estudante com matricula ativa nas escolas da rede publica estadual.
Posso receber o auxílio com o cartão do Bolsa Família? Não. Como faço para receber o beneficio? O auxílio será disponibilizado por meio do aplicativo  Carteira BB, desenvolvido pelo Banco do Brasil. As famílias devem baixar e se cadastrar no aplicativo. Uma vez cadastradas e validadas, o benefício cairá automaticamente. O app CARTEIRA BB estará disponível para download a partir do dia 14 de abril de 2020. Para baixar o aplicativo acesse a Play Store, celulares com sistema Android; e App Store, para celulares com sistema IOS. Em qual CPF deve ser realizado o cadastro no aplicativo Merenda em Casa? A família deve cadastrar o CPF  do Responsável pela Unidade Familiar,  ou seja, a mesma pessoa que recebe o benefício do Bolsa Família. Quando o recurso estará disponível? O recurso estará disponível a partir do dia 16 de abril de 2020. Por quanto tempo o estudante receberá o benefício? O benefício será pago por mês de suspensão de aulas presenciais nas escolas. Por ser um programa temporário e emergencial, o auxílio deixará de ser pago com a volta das aulas presenciais. Como devem ser gastos os recursos do Merenda em Casa? O auxilio  deve suprir as necessidades alimentares e nutricionais das crianças e jovens das famílias beneficiárias durante o período de suspensão de aulas. Quantos estudantes serão beneficiados pelo Merenda em Casa? Serão beneficiados 58.980 estudantes com matricula ativa na rede pública estadual. Quantas famílias serão beneficiadas pelo Merenda em Casa? Serão beneficiadas 51.790. mil famílias com crianças e jovens matriculados na rede publica estadual. Meu filho esta matriculado em uma escola estadual, mas NÃO sou beneficiário do programa  Bolsa Família. Terei direito ao benefício? Ainda não. O Governo do Piauí priorizou o atendimento das famílias mais vulneráveis com filhos matriculados nas escolas da rede estadual. Para definição desse público, utilizou como base o cadastro ativo do Programa Bolsa Família.  Quanto será investido no  Merenda em Casa? O investimento previsto é de R$ 3.538.800,00. (três milhões quinhentos e trinta e oito mil e oitocentos reais) . O investimento ocorrerá enquanto as aulas presenciais nas escolas estiverem suspensas. Preciso ir ao banco ou a escola do meu filho para saber se nossa família receberá o auxílio? Não. Basta acessar o site da Seduc https://www.seduc.pi.gov.br/merendaemcasa e realizar a consulta utilizando o CPF do estudante ou do responsável por receber o Bolsa Família. Dúvidas e outras informações entre em contato pelo email: . ouvidoria@seduc.pi.gov.br ou pelo whats app : (86)  98858-7137


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.